top of page

Fumantes Passivos: Como o Tabagismo Afeta Cães e Gatos

O impacto do tabagismo nos pets é uma questão frequentemente negligenciada. Contudo, cães e gatos não estão imunes aos efeitos prejudiciais da fumaça de cigarros, charutos e narguilés. Essas substâncias, que comprometem nossa saúde, também têm sérias repercussões para os animais. De acordo com o Instituto Fernandes Figueira (Fiocruz), o número de mortes causadas pelo tabagismo no Brasil chega a 156 mil ao ano. Além disso, os riscos de problemas cardiorrespiratórios e pulmonares também aumentam para os fumantes passivos, inclusive entre os animais que vivem nesse cenário.


Resíduos de tabaco impregnam roupas, móveis, carpetes e até os pelos dos animais. Essa exposição pode levar à ingestão de substâncias tóxicas quando os pets se lambem. O Food and Drugs Administration (FDA), responsável pela saúde nos Estados Unidos, alerta que animais de estimação de donos fumantes podem desenvolver câncer de pulmão, problemas respiratórios, dermatológicos e oculares. A nicotina frequentemente causa mutações celulares, gerando doenças nasais e pulmonares que podem evoluir para câncer.


Muitos estudos destacam que proximidade dos pets com a fumaça do cigarro pode ser tão prejudicial à sua saúde quanto para humanos. Isso ocorre porque, além de inalar a fumaça, os pets podem ingerir os vestígios de nicotina presentes no pelo, durante sua rotina de limpeza, quando costumam se lamber. Os riscos são ainda maiores para gatos que convivem com fumantes, devido ao hábito de se lamberem com mais frequência que os cães.


Sinais Clínicos da Exposição:

Coceira

Lesões cutâneas

Lesões nas córneas

Espirros

Tosse

Engasgos

Falta de ar

Olhos vermelhos

Queda de pelos

Sangramento nasal

Feridas no corpo

Assim como nos seres humanos, a identificação precoce desempenha um papel crucial na recuperação. A realização de exames regulares em pets fumantes passivos, mesmo na ausência de sintomas evidentes, é de grande importância. Muitos casos oncológicos não manifestam sintomas claros, e essa estratégia permite a detecção precoce, aumentando substancialmente as chances de recuperação bem-sucedida.

Cuidados para Proteger a Saúde do Pet:

Abandone o vício

Reduza o consumo

Evite fumar próximo ao animal

Lave as mãos após fumar

Sacuda as roupas antes de entrar em casa

Descarte corretamente as bitucas

Fique atento durante os passeios


Priorizar a saúde de seus animais de estimação requer conscientização e ações cuidadosas.

Comments


bottom of page