top of page

Como os pets podem ajudar no desenvolvimento desde os primeiros anos de vida


Essa semana, a ReabiPet, representada por sua dona e Médica Veterinária Flávia Giovani Saraiva, teve a grata oportunidade de participar de uma live enriquecedora em colaboração com a Consteladora Sistêmica, Marluce Abreu. O foco da discussão foi a relevância dos pets nos primeiros anos de vida, desde a criação de memórias afetivas até o aprimoramento das habilidades cognitivas, maturidade e progresso no desenvolvimento de bebês e crianças.


O convívio com animais de estimação durante a infância atua como uma escola de disciplina e responsabilidade para as crianças. Rotinas como horários de refeições, manter água fresca, zelar pela higiene do ambiente, participar dos passeios com os cães e das brincadeiras com os gatos, compreender e respeitar limites, cultivar a empatia - todos esses elementos contribuem para a formação da criança. Esses aprendizados reverberam na compreensão e percepção que a criança terá do mundo.


Os benefícios de ter um pet em casa se estendem além das crianças, influenciando positivamente o equilíbrio emocional de toda a família. A presença do animal de estimação contribui para um ambiente harmonioso e acolhedor, impactando nos sentimentos e as relações de todos os membros do lar.


Confira a seguir alguns destes benefícios:


Desenvolvimento cerebral

Os animais, ao incentivarem que bebês e crianças realizem a mesma atividade várias vezes seguidas, contribuem para o desenvolvimento das habilidades e responsabilidade.


Apoio emocional

A socialização, o autocontrole e o vínculo afetivo são habilidades bastante estimuladas pelos pets. Isso porque os cães e gatos ensinam aos pequenos a interpretarem os seus sentimentos e necessidades, desfocando um pouco de si mesmo. Dessa forma, os pequenos que convivem com animais, geralmente, expressam melhor sua afetividade, respeito e cuidado com o próximo. Em contato com um cão ou gato, o corpo libera hormônios como a ocitocina, ligada ao estabelecimento de vínculos e a uma melhor resposta psicológica e fisiológica ao estresse.


Valores importantes

O estreitamento do laço entre bebês e animais é uma das maneiras mais enriquecedoras de internalizar valores importantes para a existência. Esse relacionamento proporciona experiências práticas, onde os pequenos se deparam com situações comuns, como nascimento, reprodução, acidentes e, até mesmo, o doloroso adeus ao animalzinho. Ademais, cuidar de um animal diariamente, ajustando-se à idade da criança, possibilita ensinamentos valiosos, como alimentação, passeios e higiene.


Sistema Imunológico

O estreito convívio entre animais de estimação e bebês exerce um papel protetor contra infecções. Pesquisas destacam que os peludos podem reduzir significativamente os riscos de problemas como asma e dermatite atópica na infância. Nessa relação, os pets desempenham um papel de "treinamento" para o sistema imunológico das crianças, capacitando suas defesas a enfrentarem agentes externos de maneira eficaz.


Laços duradouros

Em um curto intervalo, esse vínculo se fortalecerá consideravelmente, abrindo portas para inúmeras vantagens. Ter um cachorro que brinca com seu filho, acompanha em passeios e aventuras em família traz benefícios vastos. A alegria de compartilhar o lar com um pet supera amplamente o esforço de cuidar e educar o peludo.


Estes e muitos outros benefícios podem ser observados no dia-a-dia do convívio entre os pets e seus tutores e demais pessoas que convivem com eles.


Se você não conseguiu acompanhar a live, nós disponibilizamos abaixo o vídeo na íntegra.




Comentarios


bottom of page