top of page

Agosto Verde: mês de prevenção da leishmaniose.

Prevenir é a melhor estratégia contra o parasita.


O Agosto Verde é dedicado à conscientização e prevenção da leishmaniose, doença infecciosa causada por um protozoário do gênero Leishmania. Doença que, se não tratada, pode ser fatal em até 95% dos casos. A enfermidade é considerada uma zoonose, uma vez que os cães são os principais reservatórios da condição, o que é prejudicial para os humanos.


Um cachorro pega leishmaniose através da picada de mosquitos infectados, conhecidos popularmente por mosquitos-palha ou biriguis. Depois de picado, o animal se torna um reservatório do protozoário. A campanha de combate visa divulgar estratégias de prevenção contra o mosquito; além dos pontos de atenção para identificar o animal infectado ainda nos primeiros sintomas.


Apesar dos cães serem os principais hospedeiros da leishmaniose no Brasil, gatos e humanos também podem ser infectados com o protozoário Leishmania infantum chagasi. Por isso, é importante estar atento a todos os sinais da doença, especialmente em cães que vivem em regiões mais suscetíveis à presença do mosquito.


Importante frisar que a transmissão só ocorre por meio da picada do mosquito infectado, e não por contato direto com animais ou pessoas doentes.


Os principais sintomas da leishmaniose em cães, são: emagrecimento, lesões na pele (especialmente no focinho, região dos olhos e orelhas), apatia, crescimento exacerbado das unhas, perda de apetite e febre. Ao notar os sintomas, leve seu aumigão à uma consulta veterinária. É importante agir de forma rápida para evitar que os parasitas infectem as células de defesa do organismo, dificultando a cura mesmo após o tratamento.


A prevenção se dá de forma interna e externa, conhecida como dupla defesa. A proteção interna da leishmaniose visceral canina (LVC) é feita por vacinação, com a produção de anticorpos que auxiliam na proteção, aplicada em 3 doses com intervalo de 21 dias e o reforço anual deve ser feito a partir da data da primeira imunização; já a prevenção externa acontece por uso de repelentes para afastar os mosquitos-palha do animal, diminuindo as chances de picadas.

Cuide do seu melhor amigo! Prevenir para proteger!

コメント


bottom of page